Exercícios de Pilates para o tratamento do quadril





Dependendo de qual área você atua, você encontrará uma quantidade maior ou menor de alunos com patologias do quadril. Tais problemas são extremamente limitantes para o aluno porque o quadril é essencial para ter movimentos realmente funcionais.

Os atletas costumam ser os que mais compreendem a importância dos movimentos dessa articulação. Com uma amplitude de movimento limitada no quadril, os atletas dificilmente conseguiriam ter um bom desempenho nos seus esportes. Isso vale para qualquer modalidade, mesmo que o quadril pareça pouco envolvido como futebol, natação ou tênis. Outros esportes dão uma visível importância para essa articulação, como o jiu jitsu, onde o quadril está envolvido em praticamente todos os movimentos.

Mas quem disse que só um atleta ou praticante de artes marciais precisa dessa articulação funcional? Pessoas comuns também usam seus movimentos para suas atividades diárias. Uma dica: ele está envolvido em atividades aparentemente simples como caminhar. Você perceberá que seus alunos com dores nessa articulação sentem dificuldade em todas suas atividades diárias. Os idosos, por exemplo, têm problemas até para levantar ou sentar na cadeira.

Para que você entenda um pouco melhor sobre essa região e a bursite que a atinge com tanta frequência precisamos entender sua anatomia.

Articulação do quadril

A articulação do quadril é formada pela cabeça do fêmur e o acetábulo da pelve. Seu formato é de esfera dentro de uma cápsula, sendo a esfera a cabeça do fêmur.

Em articulações saudáveis existe uma camada de cartilagem separando suas estruturas para proporcionar movimento com menor atrito. Também existem algumas estruturas de estabilização da articulação como os ligamentos. Abaixo da cápsula articular existe a membrana sinovial, que mantém a região lubrificada.

Por fim, chegamos às bursas, a fonte do problema da bursite trocantérica. Existem pequenas bolsas de líquido sinovial entre as estruturas articulares do quadril. Sua intenção é diminuir o atrito e melhorar o deslizamento das estruturas. É comum encontrarmos bursas inflamadas, gerando o quadro da bursite.


Movimentos do quadril

Temos alguns movimentos e graus de liberdade da articulação do quadril:

● Flexão;

● Extensão;

● Abdução;

● Adução;

● Rotação interna;

● Rotação externa;

● Circundação.

Precisamos lembrar de uma estrutura importantíssima para os movimentos do quadril: a cintura pélvica. Essa estrutura é formada pelos dois ossos ilíacos separados pelo sacro. Sua função é estabilizar os movimentos do quadril, mantendo seu posicionamento ideal para a eficiência dos movimentos.

O que quer dizer que, em alunos com qualquer patologia, lesão ou dor na região também precisaremos analisar também as estruturas da cintura pélvica. Quando a articulação do quadril estiver desequilibrada, toda a cintura pélvica estará. Felizmente, exercícios que integram as duas partes são bastante comuns no Pilates.

Pensando no Pilates no tratamento do quadril, vi um post da Revista Pilates que me chamou muito a atenção porque mostra 10 exercícios (que estão abaixo) que pode ser usados diretamente para quem tem patologias no quadril.

Existem vários fatores que levam as pessoas a praticarem Pilates, porém um dos principais motivos é a reabilitação.

Isso porque o Método é composto por exercícios que atuam diretamente na musculatura com o intuito de fortalecer, o que colabora com a melhora do quadro clínico na região do corpo fragilizada.

Sendo assim, os movimentos geram estabilização central ajudando o indivíduo obter ganhos de força, controle muscular, potência e resistência, com o objetivo de facilitar o funcionamento do corpo.

Quando se pratica Pilates para auxiliar no tratamento de problemas no quadril, O CORE (centro de força descrito pelo Joseph pilates), estabiliza a coluna e a pelve durante os movimentos, além de manter um adequado alinhamento da coluna gerando força para o tronco e ajudando prevenir lesões.

O Método trabalha também com exercícios musculares de baixo impacto, fortalecendo intensamente a musculatura abdominal, além de proporcionar movimentos harmônicos que visam atingir diversos grupos musculares em um só exercício.

Por isso, o Pilates é muito eficaz para o tratamento de problemas no quadril, pois atua não só na hora de reabilitar, mas também colabora para evitar futuras lesões.

Exercícios de Pilates para o tratamento do quadril.

Agora que você já aprendeu sobre a funcionalidade do quadril e como o Pilates auxilia para o tratamento das patologias que podem acometer essa região, confira agora os 10 exercícios que atuam diretamente nessas lesões.

The side kick kneeling

problemas-no-quadril-3

Com o corpo posicionado lateralmente, com apoio em joelho e mão. Para o lado de apoio, mantenha o ombro abduzido e cotovelo estendido, o quadril deve estar abduzido e o joelho fletido.

Já do lado superior, apoie a mão na nuca mantendo o ombro abduzido e o cotovelo fletido, ao mesmo tempo mantenha o quadril em posição ortostática com joelho estendido e pé em flexão plantar em contato com o solo.

Realize a abdução do quadril direito com joelho estendido até a linha do corpo.

Para variar o movimento, realize flexão do quadril com flexão plantar e estenda o quadril em flexão dorsal.

Este exercício irá colaborar com o fortalecimento de abdutores, rotadores externos do quadril e flexores laterais da coluna juntamente com o transverso abdominal. Irá colaborar também com a estabilização da cintura escapular e ombro.

One leg up and down

problemas-no-quadril-4

Deitado de briga para cima, com membros superiores ao longo do corpo, flexione o quadril esquerdo até 90º, mantendo a flexão plantar.

Retorne a posição inicial e repita para o quadril direito.

Pacientes com lesão no quadril, devem iniciar esse exercício mantendo o membro contralateral com joelho flexionado a 90º e pé apoiado no solo.

A amplitude de movimento deve ser pequena inicialmente; durante a execução do movimento e a pelve deve permanecer estável, em posição neutra, evitando a contração do glúteo durante o movimento.

Este exercício tem por objetivo o fortalecimento dos flexores do quadril e extensores do joelho.

Double leg stretch

problemas-no-quadril-5

De barriga para cima, flexione a coluna mantendo as escápulas sem apoio no solo e flexione os quadris e joelhos em 90º. As mãos devem se posicionar ao lado dos joelhos.

Flexione os ombros até 135º e estenda os quadris e joelhos à 45º de flexão de quadril, em seguida, retorne à posição inicial.

Este exercício colabora com o fortalecimento dos músculos flexores da coluna juntamente com o transverso abdominal. Ele também atua no fortalecimento dos flexores do quadril e extensores do joelho.

Double straight leg stretch

problemas-no-quadril-6

Deitado de barriga para cima, flexione a coluna mantendo as escápulas sem contato com o solo e apoie a cabeça nas mãos. Mantenha o quadril flexionado à 45º com joelhos estendidos.

Flexione os quadris até 90º, ou em sua máxima amplitude mantendo os joelhos estendidos e o sacro em contato com o solo em busca de alongamento. Em seguida, retorne à posição inicial.

Pacientes com problemas no quadril, podem sentir incomodo na região da virilha devido à adução do quadril.

Este exercício tem por objetivo fortalecer os músculos flexores do quadril e da coluna, além dos extensores do joelho e transverso do abdominal.

Side kicks: up and down

problemas-no-quadril-7

Deitado em posição lateral com o membro superior esquerdo flexionado sob a cabeça, o membro superior direito com a mão apoiada no solo e o ombro juntamente com cotovelo fletidos.

Realize abdução do quadril direito, em seguida, retorne à posição inicial e repita o exercício em decúbito lateral direito.

Para pacientes com problemas no quadril, a amplitude de movimento deve ser pequena inicialmente.

Ao realizar este exercício, você colabora com o fortalecimento de abdutores e rotadores externos do quadril, além de colaborar também com o alongamento dos adutores do quadril.

Side bend power

problemas-no-quadril-8

Deitado de barriga para baixo sobre o Spine Corrector, apoie o púbis no ápice do aparelho.

Mantenha os joelhos estendidos e o quadril estendido em rotação externa, sempre em flexão plantar, logo após, apoie as duas mãos no solo com cotovelos fletidos.

Realize adução e abdução dos membros inferiores mantendo a posição em isometria e retorne à posição inicial.

Este exercício tem por objetivo fortalecer os músculos paravertebrais, extensores do quadril e flexores do joelho.

Side body twist

problemas-no-quadril-9

Sentado no Barrel com os quadris abduzidos, realize a adução dos mesmos contra o aparelho, estendendo o quadril. Feito isso, retorne à posição inicial.

Este exercício tem por objetivo fortalecer os músculos adutores e extensores do quadril.

Tree

problemas-no-quadril-10

Sentado sobre o Barrel, quadril e joelho direito flexionados à 90º, com as mãos no tornozelo. O membro inferior esquerdo deve ficar com joelho estendido fixo ao espaldar.

Realize a extensão do joelho direito, em seguida estenda a coluna mobilizando-a.

Feito isso, flexione a coluna, mobilizando-a utilizando o membro inferior direito como auxílio e promovendo o alongamento dos extensores do quadril e flexores do joelho. Ao terminar o movimento, volte para a posição inicial.

Ao realizar este exercício, você estará colaborando com o fortalecimento dos flexores da coluna, alongamento dos extensores do quadril e ?exores do joelho.

Fortalecimento de glúteo em quatro apoios

problemas-no-quadril-11

Em quatro apoios com as mãos no solo e cotovelos estendidos, apoie o pé da perna que realizará o movimento na barra torre.

Realize a extensão do quadril empurrando a Barra Torre sempre mantendo alinhamento pélvico.

Este exercício tem por objetivo fortalecer os extensores do quadril.

Hip stretch

problemas-no-quadril-12

Deitado em posição lateral, apoie o antepé na parte anterior da barra com quadril e joelho fletidos.

Realize a extensão do joelho e quadril e em seguida retorne à posição inicial.

Este exercício tem por objetivo o fortalecimento dos extensores do joelho e quadril.

Conclusão…

problemas-no-quadril-14

O quadril é uma região do corpo muito importante no quesito movimentação, além disso, ele também é responsável por carregar o peso do corpo, garantindo uma boa sustentação.

Por isso, o quadril acaba correndo grandes riscos de lesões que podem ser ocasionadas por conta de sedentarismo, batidas ou desgastes.

Quem pratica Pilates garante diversos benefícios para a sua vida, pois o Método é composto por movimentos que atuam no corpo e na mente, proporcionando um maior condicionamento físico e bem-estar.

O Método também é muito utilizado para o tratamento de patologias, pois por proporcionar esses benefícios no corpo, ele atua diretamente no foco do problema, melhorando possíveis leões.

Com ajuda daqui

Quer ter uma certificação completa de reabilitação de quadril? Clica na imagem abaixo!

https://cursoquadril.blogspot.com/2019/04/programa-de-certificacao-completa-de.html




Comente:

Nenhum comentário