Mulheres podem praticar Pilates na Gestação





O pilates é um tipo de atividade física que tem como finalidade o fortalecimento da musculatura e o aumento da flexibilidade do corpo, proporcionando uma melhor postura e um maior controle muscular. Por se tratar de um exercício individualizado, o piltaes atualmente é considerado uma terapia.

A técnica de pilates apresenta uma grande variedade de exercícios, que são feitos com o uso de aparelhos e acessórios, de acordo com o exercício realizado. O pilates oferece uma conscientização corporal e contribui para que os músculos do corpo sejam alongados, ampliando a mobilidade das articulações.

Um dos períodos mais especiais e importantes da vida da mulher, a gravidez, traz muitas mudanças não só para o corpo, mas para o psicológico da gestante. A atividade física é uma grande aliada neste período, principalmente para enfrentar a dor lombar, bastante comum nesta fase. Tanto que 50% das gestantes a apresentam.

Entre no Grupo de Whatsapp para obter informações sobre Pilates para Gestantes e ter um desconto especial no Curso Completo.


O método pilates proporciona uma estabilização da postura que combate a dor lombar, pois a musculatura estabilizadora do tronco é constantemente exigida, como também a resistência da musculatura do assoalho pélvico, a força abdominal.

A atividade também gera uma mobilidade maior da coluna, a melhora da circulação sanguínea, relaxamente e uma maior consciência corporal. Tais benefícios geram alívio não só no período de gestação, como preparam a mulher para o parto, gerando força muscular também para lidar com os primeiros meses da vida do bebê. A atividade, no entanto, só deve ser praticada com o consentimento do obstetra.

Imagem relacionada

O Pilates é um método de exercícios de fortalecimento e alongamento de membros superiores, inferiores e tronco, e mobilidade de coluna. Em que uma das suas maiores vantagens é a adaptação para todos os níveis de condição física.

E uma dúvida bem comum é: quanto tempo antes uma mulher deveria iniciar a prática?

Na verdade, a resposta é, quanto mais tempo, melhor preparado estará esse corpo. Porém se tivermos que definir, acredito que praticar o método por pelo menos duas vezes na semana, durante seis meses (claro que sendo uma aluna disciplinada e sem faltas) seria o ideal.

Um outro fator extremamente importante é a concentração, e utilização de todos os princípios durante as aulas. Além da capacitação do profissional para lidar com esse público e também a individualidade do treino.

Algo muito comum por aqui, são as aulas de grupos grandes, presentes principalmente nas academias e clubes das cidades.

Esse tipo de abordagem dificulta o foco no objetivo daquela aluna e também na visualização e correção do profissional que estará ministrando a aula.

Boa sorte!



Comente: