Pilates nas Patologias




Artrose e Pilates X Artrose

Artrose

A artrose, também conhecida como osteoartrose, osteoartrite, artrite degenerativa e doença articular degenerativa, é uma doença reumática, caracterizada pela destruição da cartilagem articular (aderida ao osso) e do próprio osso adjacente, diminuindo o amortecimento principalmente entre as articulações dos joelhos, coluna, quadril, mãos e dedos. Ocorre tanto em homens como em mulheres, sendo a mais comum das doenças reumáticas.

O principal sintoma é a dor,que se dá quando a articulação é utilizada. Em alguns casos, a cartilagem pode se calcificar favorecendo a formação de deformidades ósseas, como os osteófitos (bicos-de-papagaio) ..

A prática do Método ajuda a amenizar as dores, porque fortalece a musculatura das regiões envolvidas, desenvolve a flexibilidade e o controle motor. Há um grande repertório de exercícios de Pilates que visam funcionalidade, organização e fortalecimento global

Bursite e Pilates X Bursite

Bursite

A bursite é a inflamação da bursa ou bolsa sinovial, um saquinho membranoso revestido por células endoteliais.A função desta bolsa é evitar o atrito entre duas estruturas (tendão-osso ou tendão-músculo) , protegendo as proeminências ósseas e a musculatura de impacto e lesões.

Acomete principalmente a articulação do ombro e do quadril.

Sintomas podem  apresentar dor, desconforto e parestesias. Estes sintomas causam o desuso da articulação, gerando fraqueza e tensão muscular e impossibilitando a pessoa de executar movimentos importantes do seu cotidiano.

Pilates na bursite age para evitar a progressão da patologia, diminuir os sintomas já existentes, reequilibrar o corpo e aumentar a qualidade de vida. São enfatizados a qualidade e o equilíbrio muscular ,o fortalecimento, alongamento e relaxamento muscular, sempre com a execução de movimentos precisos e associados à respiração, exigindo conexão corpo-mente.

Desvios Posturais e Pilates X Desvios Posturais

Desviso Posturais

A coluna vertebral posssui curvaturas fisiológicas durante toda sua extensão. Na coluna cervical (pescoço) denotamos uma curvatura chamada de lordose, na coluna torácica (meio das costas) uma cifose e na porção lombar (porção da cintura para baixo) há outra lordose. Porém, a coluna vertebral pode apresentar alterações ao longo de sua extensão, tais como:

- Aumento da curvatura da coluna vertebral: HIPERLORDOSE ou HIPERCIFOSE;
- Diminuição da curvatura da coluna: RETIFICAÇÃO (coluna reta);
- Desvios da curvatura para as laterais: ESCOLIOSE.

As maiores causas dos desvios posturais são: Má postura (principalmente no trabalho, ao dirigir, ao utilizar o computador e etc.), fadiga, fraqueza e encurtamentos musculares, período gestacional (deslocamento do centro de gravidade devido o crescimento abdominal), sobrepeso e obesidade, timidez, sedentarismo, entre outros.

Na adolescência podem ocorrer desalinhamentos vertebrais em detrimento do estirão de crescimento. E por fim, seqüelas de doenças neurológicas e pós-traumas e má formação congênita também podem desencadear alterações na coluna.

Sintomas : Limitação de movimentos e/ou rigidez das vértebras da coluna;Contraturas e tensões musculares;Formigamento nos membros (braços e/ou pernas);Dor na região .

O Pilates têm como objetivos realinhar a coluna vertebral, reequilibrar a musculatura (Power House) e aumentar a mobilidade das vértebras, utilizando exercícios orientados e específicos de mobilização articular, alongamento e fortalecimento muscular, proporcionando o aumento da qualidade de vida para o aluno acometido de desvios da coluna vertebral.

Hernia de Disco e Pilates X Hernia de Disco

Hernia de Disco

É uma doença da coluna vertebral, mais precisamente no disco intervertebral. A coluna vertebral é composta por vértebras. No seu interior existe um canal por onde passa a medula espinhal. Entre as vértebras cervicais, torácicas e lombares, estão os discos intervertebrais, estruturas em forma de anel, constituídas por tecido cartilaginoso e elástico cuja função é evitar o atrito entre uma vértebra e outra e amortecer o impacto.

Estes discos intervertebrais desgastam-se com o tempo e/ou com o uso repetitivo, o que facilita a formação de hérnias, ou seja, o disco é pressionado começando a haver o desgaste discal. Assim, parte do disco se rompe formando uma hérnia de disco.
Sintomas: Parestesias (formigamento);Dor no local e proximidades, geralmente com irradiação para membros inferiores ou superiores. Pode também, desencadear fraqueza muscular dos membros;Diminuição da sensibilidade e formação de contraturas musculares.

Pilates é indicado nos casos de hérnia de disco, principalmente por ser uma atividade física sem impacto, que desenvolve a consciência corporal, visa o realinhamento da coluna vertebral e utiliza movimentos suaves, precisos e controlados.O método trabalha em prol do alívio das dores, da tensão muscular e das parestesias, a partir do restabelecimento do espaço intervertebral, descomprimindo o disco. Para isto, utiliza-se o fortalecimento e o alongamento da musculatura e assim a coluna vai para o seu eixo correto.

A prática dos exercícios desencadeia a diminuição dos sintomas propiciando à pessoa a sentir-se melhor, mais animada e auxiliando na retomada das atividades de vida diária.
Incontinência Urinária

A International Continence Society (ICS) define a incontinência urinária como "uma condição na qual a perda involuntária de urina é um problema social ou higiênico e é objetivamente demonstrável". As causas da IU são diversas, entretanto na maioria dos casos pode-se citar a idade avançada, a gravidez, o parto, a diminuição dos hormônios femininos na menopausa, o tratamento do Câncer de Próstata e as incapacidades físicas e mentais.

Pilates X Incontinência Urinária

É muito importante que cada aluno de Pilates seja avaliado quanto ao nível de consciência da ação dessa musculatura e ainda sejam continuamente monitorados quanto ao padrão respiratório correto durante a atividades. O Pilates trabalha diretamente com o fortalecimento muscular do corpo atuando inclusive na musculatura que constitui o assoalho pélvico (períneo). Sendo assim, é possível diminuir os episódios de perda urinária, aumentar a consciência corporal da mulher perante o trato urinária e incrementar o controle miccional, resultando numa maior qualidade de vida para esta mulher.


Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui




Comente:

Nenhum comentário