Preciso ter o Cadillac no Studio?





Olá! Eu sou a Dani e esse texto falará sobre Preciso ter o Cadillac no Studio?. Entre no nosso grupo de Whatsapp clicando aqui



O Cadillac é o maior e mais completo equipamento que Joseph Pilates criou. Existem vários acessórios para braços e pernas, molas e barras de suspensão, que tornam este equipamento muito completo e versátil.

O Cadillac possibilita um treino específico, quer no âmbito da reabilitação, quer como preparação física de sedentários ou atletas.

É mais utilizado em estúdios de treino personalizado em treinos individuas e é indispensável um grande conhecimento por parte do instrutor no manuseio desse aparelho.

O Cadillac, normalmente, mede cerca de 2×0,8×2,4m (comprimento x largura x altura) e pesa cerca de 100kg e suporta até 140kg.

  • Barra de Apoio: 3 regulagens de altura que podem ser ajustadas de acordo com a estatura do aluno ou tipo de exercício.
  • Barra de roll down: utilizada para uma variedade de exercícios, para garantir a simetria, deve ser utilizada por duas molas de mesma intensidade e posicionadas a mesma altura.
  • Alças: podem ser com pegas de pés ou de mãos, para um trabalho unilateral ou de simetria.
  • Trapézio: utilizado para trabalhos em suspensão. Pode ser utilizado com as molas pretas.
  • Cintos de segurança feitos em nylon: protegem o aluno de quedas e permite uma maior estabilidade nos exercícios de suspensão.
  • Revestimento do Cadillac: em couro macio ou em curvim náutico resistente à transpiração e de alta durabilidade.
  • Estrutura: em madeira maciça e barras em aço inoxidável para evitar a oxidação (não descasca nem enferruja). São de alta resistência e durabilidade.
  • Molas em aço carbono: disponíveis em uma escala de resistência, do mais fraco ao nuito forte.

Agora, abaixo, você pode conferir os benefícios que o Cadillac proporciona através de seus exercícios:

  • Excelente para trabalhar no âmbito da preparação esportiva e na reabilitação motora;
  • Fortalece a musculatura da powerhouse e musculatura profunda da coluna, grupos responsáveis pelo bom funcionamento da musculatura;
  • Ótimo para promover o alongamento suave da musculatura e o trabalho da flexibilidade;
  • Ótimo para compensar a hiperlordose e trabalhar o fortalecimento muscular consoante outras patologias da coluna;
  • Alivia e previne dores nas costas;
  • Trabalha a musculatura de todo o corpo;
  • Promove o relaxamento e alívio da tensão;
  • Melhora a função respiratória;
  • Melhora a mobilidade das articulações e coluna;
  • Melhora a força e o controle muscular;
  • Ótimo para correção postural;
  • Promove resultados sem ser preciso realizar exercícios de impacto;
  • Melhoria da vitalidade e disposição física;
  • Melhora o equilíbrio e a coordenação motora;
  • Alivia o estresse e faz a integração de corpo e mente.
Se você quer fazer um trabalho completo no seu studio, você precisa do Cadillac sim. Não tem como dispensamos os benefícios que ele dá aos nossos alunos, né?

Nesse post da Revista Pilates tem 15 exercícios do Pilates no Cadillac para você praticar nas suas próximas aulas! Abaixo estão 10 deles. Veja o outros 5 exercicios clicando no link acima!

1 – Movimento do arqueiro

Cadillac-3

Sentado no centro do Cadilac com a coluna neutra, segure as alças com as mãos, mantendo os cotovelos estendidos.

Inspire preparando-se para o movimento e na expiração, realize a rotação da coluna flexionando o cotovelo e hiperestendendo o ombro do mesmo lado. Tome cuidado para não perder o alinhamento do quadril.

O movimento deve ocorrer na cintura escapular, ombro e coluna torácica, por isso, evite movimentar a lombar.

O objetivo deste exercício é mobilizar e estabilizar a cintura escapular, além de mobilizar a coluna torácica.

Ao realizar a rotação, este exercício fortalece os extensores do ombro, adutores, elevadores e rotadores inferiores da cintura escapular além dos ?exores do cotovelo e rotadores da coluna.

2 – Variação arms up and Down

Cadillac-4

Deitado de barriga para cima, com os joelhos e quadril ?exionados e pés apoiados no cadilac, mantendo o alinhamento corporal. Segure as alças com as mãos.

Em seguida, inspire preparando-se para o movimento, e na expiração, realize uma leve extensão horizontal e em seguida a extensão dos ombros, tencionando a mola tentando tocar o cadilac.

Tome cuidado para não perder o contato da coluna e das escapulas com o solo. A coluna vertebral deve sempre estar alinhada e o movimento deve acontecer apenas nos ombros.

A mão ficará um pouco abaixo da linha do ombro e a mola deve ser fixada de maneira diferente. Isso irá promover uma maior instabilidade e amplitude de movimento.

Fazendo o exercício corretamente, você irá atuar na estabilização da cintura escapular, fortalecendo os extensores do ombro e rotadores inferiores, além dos depressores da cintura escapular.

3 – Fortalecimento de deltoide

Cadillac-5

Deitado lateralmente no Cadilac, apoie-se sobre a mão tendo o cotovelo estendido e ombro abduzido. Os membros inferiores devem estar cruzados com os pés apoiados no solo.

Feito isso, segure a alça com a mão livre estando em rotação externa de ombro e inspire preparando-se para o movimento.

Ao expirar, realize a abdução do ombro com o cotovelo estendido, e retorne à posição inicial.

Tome cuidado com hiperextensão de cotovelo e para não perder o alinhamento da coluna. As escápulas devem estar conectadas para manterem os ombros alinhados.

Este exercício tem como objetivo estabilizar a coluna, estabilizar também a cintura pélvica e escapular, fortalecimento os rotadores superiores da cintura escapular, abdutores do ombro, flexores laterais da coluna e abdutores e adutores do quadril.

4 – Posição de seis apoios com desenvolvimento

Cadillac-6

Em posição de 6 apoios no Cadilac, a coluna bem alinhada, segure a alça com a mão estando com o ombro abduzido a 90 graus e cotovelo totalmente ?etido.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize a extensão do cotovelo e abdução total do ombro. Após, retorne à posição inicial.

Tome cuidado com a hiperextensão de cotovelo e para não perder o alinhamento da coluna. As escápulas devem estar conectadas para manter os ombros alinhados.

Este exercício tem por objetivo estabilizar a coluna, estabilizar a cintura pélvica e escapular, além de fortalecer os abdutores do ombro, extensores do cotovelo e rotadores superiores da escápula.

5 – Fortalecimento de peitoral

Cadillac-7

Ajoelhado no Cadilac de costas para a barra móvel, segurando as alças com as mãos, os ombros em abduzidos a 90° e cotovelos flexionados com a radio-ulnar pronada. Incline o tronco a frente estendendo os joelhos.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize a extensão do cotovelo, flexão horizontal dos ombros e supinação da radio-ulnar até a posição neutra, mantendo as mãos na altura dos ombros, em seguida, retorne à posição inicial.

Para realizar o movimento, é importante que escápulas estejam conectadas para manter os ombros alinhados. O corpo deve estar inclinado para frente e o Powerhouse deve estar ativado para manter a estabilidade da coluna.

Este exercício tem por objetivo a estabilização da coluna, a estabilização da cintura pélvica e escapular, fortalecendo os flexores do ombro, os extensores do cotovelo e rotadores superiores da escápula.

6 – Movimento de relógio

Cadillac-8

Em do lado de fora do Cadilac de costas para as molas, segure as alças com as mãos e mantenha os joelhos semi-?exionados com os ombros abduzidos em extensão horizontal.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize uma ?exão lateral da coluna.

Retorne à posição inicial e realize o movimento para o outro lado.

Cuidado com a hiperextensão de cotovelo. As escápulas devem estar conectadas para manter os ombros alinhados.

Com e realização correta deste movimento, você estará colaborando com a mobilização e o alongamento do complexo do ombro, além de colaborar também com os flexores laterais da coluna e os flexores horizontais dos ombros.

7 – tríceps

Cadillac-9

De joelhos sobre o Cadilac de frente para a barra torre fixa às molas. Segure a barra torre com as mãos na largura dos ombros, incline levemente o tronco à frente estendendo um pouco os joelhos.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize a extensão dos cotovelos e retorne à posição inicial.

Ao realizar o movimento, as escápulas devem estar conectadas para manter os ombros alinhados. Com isso, você estará colaborando com o fortalecimento dos extensores do cotovelo e estabilizadores da coluna e ombros.

8 – Estabilização escapular

Cadillac-10

Em seis apoios no Cadilac de frente para a barra torre, segure a barra torre com uma das mãos, mantendo o ombro e  o cotovelo ?etidos. Os joelhos devem estar alinhados com o quadril e a mão de apoio alinhada com o ombro.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize o movimento de extensão do cotovelo com ?exão total do ombro sem desestabilizar a escápula, empurrando a barra para frente. Feito isso, retorne à posição inicial.

Este exercício tem por objetivo fortalecer os músculos estabilizadores da cintura escapular, fortalecer também os extensores do cotovelo e ?exores do ombro.

9 – Mobilização e estabilização escapular

Cadillac-11

Sentado sobre a caixa em cima do cadillac com os joelhos ?exionados e alinhados com o quadril, de costas para a barra torre.

Segure a barra com as mãos mantendo os ombros hiperestendidos, cotovelos fletidos e radio-ulnar supinada.

Inspire preparando-se para o movimento, e expire estendendo os cotovelos contra a resistência das molas.

É necessário que o seu instrutor te ajude no momento em que você for se posicionar no início do exercício e ao sair do equipamento.

Este exercício tem por objetivo estabilizar e mobilizar a cintura escapular, fortalecendo também os extensores do cotovelo e alongar os ?exores do ombro.

10 – Hunging pull ups

Cadillac-12

Segurando nas barras horizontais do Cadilac com as mãos, mantenha os cotovelos estendidos e escápulas em posição neutra.

Os membros inferiores devem estar suspensos pelas alças Fuzy tendo os joelhos em extensão e o quadril flexionado.

Inspire preparando-se para o movimento, e na expiração realize o movimento de extensão do quadril associado à extensão e hiperextensão da coluna. Feito isso, retorne à posição inicial.

A coluna torácica deve realizar a maior amplitude de extensão para não sobrecarregar a coluna lombar.

Realizando o movimento de forma correta, você irá colaborar com a estabilização e mobilização da cintura escapular, coluna vertebral e cintura pélvica. Irá colaborar também com o fortalecimento dos extensores do quadril e coluna e dos adutores da cintura escapular.



Comente:

Nenhum comentário