Pilates e a técnica de Liberação Miofascial







O Método Pilates e as manobras de liberação miofascial podem ser muito eficazes no tratamento de lesões, principalmente se utilizarmos a técnica nos exercícios de Pilates.

A técnica de liberação miofascial é utilizada para "soltar" essa fáscia. Essa liberação atua com mobilizações (manual ou auto liberação com algum tipo de rolo) da fáscia, onde se aplica pressão e deslizamento em toda a extensão do grupo muscular escolhido.

A liberação miofascial é uma técnica altamente especializada de alongamento utilizada para tratar pacientes com com problemas de tecidos moles assim sendo realizada através do método de ALM (Auto Liberação Miofascial), que ocorre no sentido das fibras musculares. A liberação é feita através da estiragem de pequenas partes do músculos por vez.

Essa liberação pode ser feita de duas formas, a primeira é quando o terapeuta utiliza apenas dois dedos com a utilização do próprio peso. Ele espera o tecido relaxar e ai novamente repete o processo até que a área esteja totalmente relaxada. Podemos ainda utilizar o rolo (stick e roll stick) de liberação miofascial, durante os exercícios de Pilates, que promove uma maior variação de manobras manuais não precisando forçar suas próprias articulações.

Além desta técnica, a liberação miofascial através da terapia manual também pode ser muito benéfica , sendo mais pontual e especifica. Nestes casos, podemos auxiliar com pompagens durante os exercícios de Pilates

E o resultado é a busca por maior liberdade de movimento, alívio da dor e restauração da quantidade normal dos movimentos  já que após a realização da técnica, o músculo e a fáscia podem funcionar sinergicamente sem restrição.

Benefícios da liberação miofascial

  •  Ajuda a desenvolver consciência corporal;
  • Massageia músculos doloridos e permite um alongamento mais profundo;
  • Promove uma postura correta e o alinhamento da coluna;
  • Alivia as tensões e ajuda a evitá-las nos músculos;
  • Promove uma maior efetividade de treinamento por promover mudanças progressivas nos níveis físico e emocional;
  • Liberar as tensões e dores musculares crônicas;
  • Modificar a distribuição da massa muscular;
  • Melhorar a circulação e a respiração;
  • Promover maior mobilidade e amplitude de movimento;
  • Reduzir a rigidez arterial e melhora da função endotelial vascular

Se tivermos um corpo com boa flexibilidade e mobilidade, a manutenção de força será mais efetiva, uma vez que quanto mais o músculo se alonga mais força de contração ele terá, sem contar que o alongamento da fáscia não faz com que o paciente perca força muscular, o que é o medo de muitos, quando relatam o motivo de não trabalhar esses pilares na musculação.

No Pilates os exercícios auxiliam na mobilidade, flexibilidade e consequentemente no trabalho da fáscia muscular, no entanto um ponto de tensão da fáscia pode impedir este trabalho muscular no Pilates

Se você quiser saber mais sobre Liberação Miofascial, vou te indicar um curso da Cefisa excelente para você. Clique aqui e saiba mais! 



Quer anunciar neste blog?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui

Quer sugerir uma pauta?
Mande uma mensagem no Whatsapp clicando aqui ou um email clicando aqui




Comente:

Nenhum comentário